terça-feira, 16 de setembro de 2008

O que eu também não entendo!

Pré-Script: Este post teve início dia 02/09/08

Estou no auge da minha indignação, não que eu esteja arrancando meus cabelos, gritando com todas aqui de casa, e quase quebrando espelhos, coisas que meus caros, seriam complementamente aceitáveis e normais, já que estou em um curto período em que a TPM, pode me atacar a qualquer momento, estou avisando... muito cuidado! Posso ser perigosa!

Minha indignação deve-se a alguns fatos ocorridos, ou melhor enfatizados com o acontecimento de outros fatos dados no dia 01 de setembro de 2008. Como se não bastasse todas as minhas batalhas interiores, certa pessoa, uma amiga desencadeou uma guerra interna muito maior, e em uma época de extremo perigo, ok... não se trata de nada grave, espero que nenhum terrorista leia esse post, senão eu serei convocada a fazer parte do exército do mal.

Tá vou parar de dar rodeios, o que estou indignada é com o seguinte: A NECESSIDADE QUE AS PESSOAS TEM DE LIGAR TUDO A RELACIONAMENTOS COM O SEXO OPOSTO. Ok, denovo, vou explicar melhor. Essa pessoa que desencadeou mais esse pensamento, me puniu, através de palavras, o comportamento que tive relação a uma pessoa do sexo oposto, meu comportamento com esse cara. Quem me conhece pelo menos um pouco, sabe que não faço NADA forçada (tirando: limpar a casa, lavar a louça, pagar faculdade, fazer trabalhos, entre outras OBRIGAÇÕES), ainda mais, principalmente e especificamente, quando se diz respeito a sair, ficar, conhecer quem não quero ou coisas do gênero que envolvam minha vida amorosa. Não vou entrar em detalhes, maiores informações comprem a Contigo do próximo mês! auhauahauhaua

Mesmo sendo borbadeados, com o pensamento de que primeiro temos que pensar em nós mesmos, termos amor-próprio, cuidarmos de nossas carreiras, para então estarmos preparados a receber o amor de nossas vidas (segue a linha de raciocínio de que quando você mais quer arrumar alguém, nunca aparece, e quando você desencana... starts to RAIN MEN), tudo começa a conspirar para que você não siga NADA disso. Vou citar exemplos (amo exemplos), de como SEMPRE as pessoas ligam os fatores e acontecimentos da sua vida, ao fato de você se relacionar com alguém:
- Se você emagrece, é porque está apaixonada;
- Se você engorda, é porque está namorando ou casada, por isso relaxou;
- Se você chora, é porque brigou com o namorado, ou terminou a relação;
- Se você canta ou ri a toa, é porque está amando;
- Se você está muito estressada, é porque não fica com ninguém a muito tempo;
- Se você está calma, é porque sua vida sentimental está um mar de rosas;
- Se você escuta músicas de fossa, é porque necessariamente ESTÁ DE FOSSA;
- Se você acha que sua amiga está namorando uma pessoa que não é a pessoa certa, é porque você está encalhada e quer melar todos os relacionamentos a sua volta;
- Se você quer fazer programas só de meninas, com sua amiga que namora, você só está tendo essa idéia porque sua vida amorosa está mais na seca que o Sertão;
- Se você vai mal na escola (belos tempos de escola), é porque não para de pensar no paquera;

Chega de exemplos, acho que vocês conseguiram entender, eu sinceramente não consigo entender essa constante ligação que fazem, parece que se você tem algumas das reações acima isso TEM de estar diretamente ligado a um homem, é verdade que muitas delas de fato estão interligadas, mas COME ON... temos uma vida né?! Temos mais com que nos preocupar, é que claro que eu amaria: EMAGRECER, CANTAR, RIR A TOA, FICAR CALMA, ESCUTAR MÚSICAS por estar amando, mas esse não é o caso a muuuuuiiiitooo tempo, e pode ser o seu caso também, né colega?!

Depois de 14 dias consegui terminar o post, consegui ser sábia, porque quando eu comecei escrevê-lo eu estava profundamente indignada e cansada, e ao invés de respirar fundo e contar até 10, eu respirei fundo e esperei 14 dias, não sei porque resolvi terminá-lo hoje. Acho que é porque o blog precisava de uma atualização, acho que é porque eu consegui idéias legais para finalizá-lo, mas acima de tudo acho que é porque TEM COISAS QUE EU ENTENDO, ATÉ COMPREENDO, MAS TAMBÉM TEM COISAS QUE EU ACHO QUE NUNCA VOU ENTENDER.

domingo, 7 de setembro de 2008

Domingão "Brabo"

É hoje é Domingo, pé de cachimbo, o cachimbo é de ouro, bate no touro, o touro é valente, bate gente, a gente é fraco, cai no buraco, o buraco é fundo... ACABOU-SE O MUNDO!
Caramba consegui lembrar de tudo!!! Nossa hoje foi "dureza", ou seria melhor, hoje foi MOLEZA! Moleza total! Não fui a igreja de manhã, não quis almoçar na feira com minha mãe e irmãs, acordei 13:30 e almocei a comida que eu havia feito na sexta, não consegui comer tudo, não quis ir assistir ao jogo dos meus amigos, não quis ir ao show da Adriana Calcanhato, porque não queria faltar igreja, comi uma banana, fiquei assistindo TV, e quando não aguentei mais - Latino e uma dupla sertaneja em um canal, jogo em outro, Gugu, e banda de pagode na Eliana -, coloquei "No Vale das Sombras" no DVD, e mandei bala ( o filme é com Charlize Theron, Susan Sarandon e Tommy Lee Jones, como sempre excelente! É dirigido pelo Paul Hagis o mesmo do meu amado "Crash"), quando o filme acabou também não quis, ou melhor, ninguém aqui em casa quis ir a igreja a noite e por fim tomei um cappuccino. Resumindo, está frio, estou numa deprê dominical (hoje lá pelas 10:00 da manhã dei uma breve despertada, e comecei a me indagar sobre minha profissão, o que vai ser de mim, amo planejar as coisas, mas dessa vez, quase beirando um: AI MEU DEUS! Caí no sono novamente), deprê não, depressão é uma palavra muito forte, bom estou com aquele sentimento, de que por nada nesse mundo eu colocaria a cara pra fora de casa, só se John Mayer estivesse passando em frente ao meu prédio.
Aí no meio do filme, e olhe que o filme é bom, minha mente começou a vagar por não sei onde, ah já sei, é por que no filme a Charlize Theron é detetive, eu queria ser detetive, aí eu comecei a lembrar todas as profissões que eu quis seguir (remetendo a minha angústia matutina), e nesta viagem da minha mente lembrei...bom eu já quis ser:
> Astronauta (sei que é estranho, uma menina querer ser astronauta, mas isso faz parte das minhas "estranhezas");
> Detetive;
> Trabalhar no FBI (em qualquer área, eu até pesquisava no site o que precisava para entrar!);
> Veterinária (porque eu amo bichos, mas em minha mente, eu teria um pet shop e só cuidaria de cachorros e gatos);
> Policial Federal (sempre quis saber atirar, eu amava brincar de polícia e bandido com meus primos, e acho o máximo, quando em filmes, aparecem os policiais invadindo alguma casa, aí eles se apoiam na parede, com a arma em punho na altura do rosto, pra tentar ter uma cobertura maior, AMO as caras que eles fazem nesta parte, não há quem não se sinta o MÁXIMO );
> Atriz (quem sabe um dia, tá... isso vocês não precisam apoiar!);
> Cantora (sorte de vocês que não fui a fundo);
> Jornalista (cheguei a cogitar, queria ser colunista, de preferência sobre Cinema);
> Cineasta (esse até hoje eu quero, e ainda vou ser).
Enquanto eu tava escrevendo aqui, fui perguntar a minha mãe, o que eu falava quando era criança "que queria ser quando crescer", a resposta da dona Luciene:
- Ah Rebecca, você sempre escolhia umas coisas muito doidas, queria umas profissões meio sem nexo, sempre teve essa cabecinha aí! Mas eu nunca dava muita bola! auhauhauhauuahh
É mais eu sempre os divertia muito, quando eu era pequena com minha véia artística sem nexo, eu tinha uns 4 anos e me vestia de Seu Boneco, da Escolhinha do Professor Raimundo, lembram? Eu tenho foto, quando eu achar posto um dia.
Mas vamos voltar ao título e ao versinho no início deste post, porquê Domingão "Brabo"? E porquê "Caps-Lockei" ACABOU-SE O MUNDO? Bom... foi porque neste meu dia extremamente caseiro, passei a tarde assistindo a íncrível variedade de canais que a TV aberta oferece, coisa que não fazia a muito muito muito tempo, e vi algumas notícias, que anunciam o FIM DO MUNDO (na verdade este era pra ser o assunto do post, nem sei porque acabei falando das minhas aspirações infantis), foram elas:
- HOMEM INDIANO, PARA SE REDIMIR DE SEUS ERROS COMETIDOS, CASA-SE COM UMA CADELA (vocês tinham que ver a cara da coitadinha!);
- EMERSON LEÃO APANHA DE 9 HOMENS AO DEIXAR A SEDE DO SANTOS (a mando de um ex segurança, por sinal demitido por ele, coitadinho! ¬¬);
- CORRIDA DE MARIDOS NA IRLANDA, ELES TINHAM QUE CORRER COM SUAS ESPOSAS NAS COSTAS, AS MULHERES DEVERIAM PESAR MAIS DE 49 KG E QUEM GANHASSE, GANHARIA O PESO DE SUA ESPOSA EM CERVEJA;
- CRISTINA KIRCHNER, CONVIDADA DE HONRA PARA O DESFILE DE 7 DE SETEMBRO EM BRASÍLIA (putz... tinha até me esquecido que hoje é o dia da independência do Brasil, que independência?)
- GOOGLE CHEGA AO SEU 10º ANIVERSÁRIO (como que eu mando parabéns?)
- MÉXICO LANÇA A BARBIE MAIS CARA DO MUNDO, AVALIADA EM 165 MIL REAIS (Paiêeeeeee eu quero!!!)
- RONALDINHO DIZ QUE JEJUM DE GOLS INCOMODA SELEÇÃO (jura???)
- MENINO DE QUATRO ANOS E MEIO LÊ TUDO (se não fosse o Faustão me mostrar isso, eu não sei o que seria de mim!)
- TRAVESTI DO CASO RONALDO VIRA MULHER BERINGELA (alguém aí sabe, porque "beringela"? auhauahuaha)
Agora lembro-me, porque fazia tanto tempo que eu não passava o domingo na frente da TV.
E AÍ, ALGUÉM TEM DÚVIDA DE QUE O FIM DO MUNDO ESTÁ PRÓXIMO???
Agora deixa eu ir pra sala, tentar ver algo interessante no Fantástico, e tomar a sopa que minha mãe acabou de fazer, hummmmm... EU AMO FRIO!

Saudades



Desde que nasci, tive praticamente duas mães, não... não é nada bizarro que pode estar passando pela cabecinha de vocês, caros leitores! Minha outra “mãe”, era esta moça que está brincando comigo na foto, minha tia CIMÁ (para os íntimos), que com seus 21 anos, quando eu nasci, andava comigo pra cima e pra baixo, e pedia por favor me chame de tia! Hoje eu entendo, auhauaahua já pensou você passeando com uma criança, uma linda criança – EU auauhahua, e o pequeno ser te chama de MÁ, ou seja, quem ouve entende: MÃE, e bem na hora passa um cara super bonitinho, com certeza queimaria o filme!

Me lembro, que ela sempre me levava aos seus encontros com meu tio, e mesmo quando minhas outras duas irmãs nasceram, ela continuou levando, já eram 3 crianças. Me lembro que sempre passeava comigo, sempre me trazia presentes, sempre depois do almoço queria dormir, e eu nunca estava com sono, e ela dizia: Bé, vamos brincar de dormir, por favor! Me lembro quando ela viajou para o Canadá, para morar lá por alguns meses, eu chorei feito uma condenada. Me lembro que quando ela voltou, trouxe uma infinidade de presentes. Me lembro que quando mudamos de casa, ela passava todos os finais de semana lá com a gente. Me lembro que ela ficava assistindo televisão mexendo no cabelo. Me lembro que em 1995 quando minha mãe deu a luz a minha irmã mais nova, a Izabela, minha mãe teve um sério problema de saúde, estava dando banho em minha irmã recém nascida, quando teve encefalite, minha tia foi a primeira pessoa a vê-la, mesmo tendo a crise, minha mãe que até hoje não sabe explicar como, conseguiu retirar a Izabela da banheira e coloca-la sobre a cama. Foi terrível, lembro-me da minha tia indo buscar eu e a Amanda no colégio para dar a notícia que minha mãe havia adoecido, e lembro-me como se fosse ontem, que durante três meses, minha tia corria com a Izabela, por três casas diferentes para conseguir com que as mulheres dessem de mamá a ela. Me lembro que sofremos muito quando tivemos que mudar de cidade.

Me lembro que ela amava a chuva. Me lembro que ela ficava brincando com minhas cadelas – a Tuquinha e a Didi. Me lembro que o ano em que ficamos morando nesta outra cidade, ela juntou dinheiro para ir ficar alguns dias conosco. Me lembro que quando eu soube que ela estava grávida, fiquei muito enciumada, pensei que a iria perder pra sempre, mas depois quando eu já havia voltado a morar em CG (é uma longa história, assunto para um post inteiro, o que posso adiantar é que só eu voltei, com 11 anos, fiquei morando na casa de uma outra tia, a Teté irmã do meu pai. P.S: chamo todas as minhas tias por apelido), já não estava enciumada e sim amando a idéia, eu ficava rindo dela, porque fazia uma pose super engraçada para abaixar e para sentar. Me lembro que quando ela teve a Vitória, eu ia quase todos os dias depois da escola almoçar na casa dela. Me lembro que com 12 anos eu amava cuidar da Vitória e fazê-la rir. Me lembro que minha tia sempre esteve presente, sempre se preocupou conosco. Me lembro que quando ela engravidou, e depois deu a luz ao Vitor em 2005, eu fiz questão de ficar com ela na maternidade. Me lembro que fui uma das primeiras pessoas a pegar aquele bebê, tão pequeno, tão lindo, o primeiro homem de uma família só de mulheres. Me lembro que aos 17 anos compreendi, o pedido da minha tia em chama-la de tia, porque sempre que eu ia passear no shopping com ela, e com o Vitor nos braços, me perguntavam se ele era meu. Me lembro que um dos motivos de mais felicidade em tirar carteira, era levar a Vitória ao cinema. Me lembro que sempre que podia ia visitá-los, e as vezes passava noites de sábado cuidando das crianças. Me lembro que apesar de todo o amor pelas crianças, estas eram tentativas de tentar agradecer a altura tudo o que ela significou pra mim e para minhas irmãs. Me lembro que na casa dela sempre tinha chocolate, e eu tinha alvará pra atacar a geladeira. Me lembro que sempre que vejo algum filme com a Julia Roberts, a acho idêntica.

Me lembro que este ano, tivemos uma triste notícia, meu tio seria transferido pra Brasília, e logicamente minha tia, e as crianças iriam também. Me lembro que foi uma tristeza sem tamanho vê-los partir, indo morar longe de nós, quase perdemos o horário do avião deles, e minha tia ficou lá do lado de fora da sala de embarque nos esperando, quando chegamos já com as lágrimas nos olhos e dor no coração, demos um longo abraço, mas não com tom de Adeus e sim de Até logo. Me lembro que gravei um cd com as músicas preferidas dela, e é claro a “Forever, You and Me” do LightHouse Family (sua música preferida). Me lembro que este ano em seu aniversário eu estava viajando, e escrevi um longo E-mail a ela, tentando agradecer tudo o que ela fez por mim, fez por nós, ela me disse que ao lê-lo se emocionou e sentiu ainda mais saudades. Me lembro que esses dias ela leu meu blog, e sentiu orgulho de mim, me disse que escrevo bem e que sou inteligente... é claro que acreditei! Hoje, ela mora em Brasília, sempre tentamos nos falar por MSN, a Vitória me pergunta todos os dias quando eu irei visita-los, mas essas conversas parecem que apertam ainda mais o coração, vê-los pela a web cam, e não poder toca-los nem abraça-los, acompanhar o crescimento das crianças de longe, é dolorido.

Prometi a ela, que faria uma homenagem pública, mas acho que mesmo com este post, mesmo com todas as homenagens do mundo, mesmo com todas as demonstrações, mesmo se eu ficar um ano cuidando das crianças, nada será suficiente e poderá igualar ao que ela significou e significa para mim.

Má, sei que você vai ler. É por isso mesmo que escrevi, para você ler! Saiba que eu a amo muito, que mesmo morando “longe”, e não nos falando com tanta freqüência, o amor que eu sinto por você continua enorme, gigantesco, agora proporcional a saudade! Você é muito especial na minha vida, importante na formação do meu caráter, e em tudo que colaborou para que eu me tornasse a pessoa que sou hoje. Dê um beijo gigante nas crianças por mim, diga a eles que eu tambémos amo!!!


“Amo vocês muito, do tamanho do universo”.


quinta-feira, 4 de setembro de 2008

O silêncio dos bons

"O que mais preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons."
Martin Luther King
It deserve an outstanding ovacion!!!
Sem comentários por hoje!

terça-feira, 2 de setembro de 2008

O que faz você feliz?

Como sempre em minha diária "insônia"... fico na internet, esperando o sono ou minha mãe bater a minha porta. (O sono é mais seguro...)
Tem dias, como hoje, que essa insônia vale a pena, depois de um dia não muito agradável, onde confusões e - minhas já conhecidas - batalhas interiores atormentaram, é bom passar essas horinhas navegando pelo cyber-espaço, no silêncio aqui de casa, silêncio que só é possível neste horário, silêncio confortável, silêncio acolhedor, onde só algumas cigarras lá fora se manifestam.
Neste descanso, em que me encontro, precisando botar pensamentos em ordem, vejo que foi bom ficar até tarde, porque assim pude encontrar algo legal pra mostrar pra vocês.
O que faz você feliz?
É a nova campanha da Rede Pão de Açúcar, são três filmes (são curtos, o 1º de 60 seg, e os outros de 30 seg.) que possuem o efeito, de parar e pensar... o que faz você feliz!
O que ME faz feliz??? (trechos dos filmes que se encaixam ao que ME faz feliz)
um doce
uma dança
um beijo
chocolate
paixão
acordar tarde
matar a saudade
o carro que eu sempre quis
sonhos que eu sempre quis
dormir na rede
matar a sede
ler
viver um romance
uma conversa boa
cafuné
rir a toa
pausa pra pensar
sentir o vento
esquecer o tempo
o céu
o sol
um som
aquela comida caseira
brincar a tarde inteira
o molho do macarrão
o cheiro da cebola fritando
ficar de bobeira
assaltar a geladeira
comer frango com a mão
tomar água na garrafa
um filme
fazer um dia normal, virar uma noite especial
São tantas as coisas que me fazem feliz, basta eu lançar um olhar inteligente e aberto sobre as coisas mais simples... as melhores coisas da vida.
Então me diz... o que TE faz feliz?