quarta-feira, 27 de agosto de 2008

"É que ela ama ele, e ele ama ela!"

Ontem à noite, estava eu aqui em pé no meu quarto, lendo atrás da minha irmã a conversa que ela estava tendo com uma coleguinha, não que eu sempre faça isso, mas como não tinha nada melhor pra fazer, resolvi fazer algo no mínimo engraçado para mim: Ficar lendo em voz alta, imitando vozes, a conversa da minha irmã com quem quer que seja. Não, não tenho 12 anos, mas que é engraçado isso é! Ela fica com raiva no começo, mas depois solta gostosas gargalhadas.

E o que isso tem a ver com o título? Bom é o seguinte, estavam elas no alto de uma conversa produtiva, sobre meninos e os jogos da escola, quando leio a amiguinha dela dizer: Mas o bom, é que mesmo eu tendo um namorado ainda tenho minhas amigas! (Não exatamente com essas palavras, mas a essência era a mesma.)

Fiquei indignada e perguntei: Izabela, como assim essa guria tem NAMORADO?
Izabela: Ué Rebecca?! Ela namora com um guri lá da escola.
Eu: Mas como assim? Quantos anos ela tem?
Izabela: Minha idade (13 anos), ela é da minha sala!
Eu: Mas a mãe dela sabe? E ela deixa?
Izabela: Ah, a mãe dela sabe sim!
Eu: Mas porque que ela namora, como ela tem um namorado?
Izabela: Aiiiiii Rebecca, é que ela ama ele, e ele ama ela!
Eu: Caramba, e essa guria lá sabe o que é amor???
Izabela: Deve saber, é tão bonito os dois juntos!
Eu (já sentada na cama): Mas como é que ela sabe que é amor? Ela é muito nova, e acha que AMA!!
Izabela: Ahhh Rebecca, não enche! Pergunta pra ela!

Pronto, estava instaurada uma batalha contra minhas maiores frustrações. Quando EU tinha 13 anos, eu ainda brincava de boneca. Quando EU tinha 13 anos, fazia um ano que meus pais tinham se separado, e escrevi uma carta ao meu pai, despejando todas as minhas angústias, mágoas e desabafos (encontrei esta carta hoje, mexendo nas minhas coisas, quando EU tinha 13 anos... podia ser escritora de dramas). Quando EU tinha 13 anos, acreditava que quando eu tivesse 20, minha idade atual, seria uma mulher completa, responsável, casada, super segura de mim mesma, e seria linda a ponto de parar o trânsito (este último juro que me falavam quando eu era criança, ainda bem que não acreditei.). Quando EU tinha 13 anos, ficava alguns dias sozinha com minhas irmãs, enquanto minha mãe viajava a trabalho. Quando EU tinha 13 anos, tinha responsabilidades e problemas demais pra minha idade, ia ao banco pagar contas, cuidava de algumas coisas sozinha. Quando EU tinha 13 anos, cheguei a questionar seriamente, se casamentos realmente duravam para sempre. Quando EU tinha 13 anos, eu achava que poder dirigir seria a melhor coisa do mundo. Quando EU tinha 13 anos, queria roupas de marca e sair como as outras meninas. Quando EU tinha 13 anos, eu nunca tinha beijado, e demorou uns bons aninhos a mais pra isso acontecer. Quando EU tinha 13 anos, gostava de escrever, inventava histórias, era criativa, ainda bem que isto não perdi. Quando EU tinha 13 anos, eu me achava o ser mais horrendo do universo. Quando EU tinha 13 anos, vivia uma batalha interminável com meus pais, minha mãe manda eu ligar pra cobrar pensão, e meu pai dizia que eu só ligava pra pedir dinheiro. Quando EU tinha 13 anos, eu sabia que teria que estudar muito e trabalhar muito, para poder conquistar meus objetivos. Quando EU tinha 13 anos, aprendi que tudo que eu quisesse dependeria apenas de mim. Quando EU tinha 13 anos, mesmo questionando a "validade" dos casamentos, ainda acreditava em Príncipes Encantados, e que o meu viria me resgatar, achava que poderia ser o Kaká (eu era apaixonada por ele! auahuauhaha)

Quando EU tinha 13 anos... agora eu tenho 20 anos e algumas coisas não mudaram, algumas coisas não aconteceram... não, não sou mais apaixonada pelo Kaká e sim, eu já beijei. Mas não é disso que estou falando, estou falando que agora com 20, ainda vejo algumas coisas como se eu tivesse 13 anos, alguns sonhos são os mesmos, e eu estou nesta espera a muito tempo.

Tenho 20 anos, e até hoje nunca amei de verdade (um homem, viu você amigo ou familiar que esteja lendo, eu estou falando de amor para com um homem, porque dos outros tipos de amor eu entendo tá?!) , estou esperando, esperando e esperando. Nunca me permiti dizer EU TE AMO, do fundo do coração, com a verdade escrita na testa, com os olhos brilhando e com “borboletas no estômago” (amo essa expressão), por que eu sempre esperei a hora certa e sempre ODIEI a banalização da palavra Amor. Ai eu venho aos 20 anos (solteira, sozinha, acima do peso e muito exigente) e vejo uma menina falar que com 13 anos esta NAMORANDO, e que AMA!!! Ahhhh, faça me o favor!!! Agora sim eu entendo as críticas do pessoal das antigas, em relação ao comportamento da “nova juventude”.


QUANDO EU TINHA 13 ANOS, GOSTO DE ACREDITAR QUE EU TINHA PREOCUPAÇÕES DEMAIS TENDO 13 ANOS, SENDO UMA CRIANÇA, E ME ESFORÇANDO PARA NÃO PERMITIR QUE OS "FATORES EXTERNOS" MATASSEM MEUS SONHOS. E AMAR, AH... AMAR SERIA COMPLICADO DEMAIS, PARA UMA MENINA DE 13 ANOS!

7 comentários:

Jessica disse...

Nossa... esse post arrasou... eu nem sabia de algumas coisas aí... Vou falar pra minha mãe ler

Joakim disse...

Quando eu tinha 13 anos...
nossa faz um tempinho heim ,mas tudo bem. Muito bom seu post Rebecca muito sincero isso é admirável, é impressionante o que vc disse nós fazemos milhares de planos nos imaginamos daqui alguns anos de diversas maneiras fazendo diversas atividades isso é D+ agente poder sonhar... costumo dizer aquela expressao "Sonhar nao paga nada" e é isso q pelo menos "EU" me motiva a imaginar daqui a alguns anos e me surpreender com as surpresas da vida. Quando tinha 13 anos huahauhau eu amassava latinha de refrigerante e ia joga bola no pátio hauhaua
Bjo T+

Nayara disse...

HAUHAUUAHHAUHAUHAUHAUHAUHAUAH ALASS HENN Q Q É ISSOO...CRIATIVA NADA ESSA MINHA AMIGAAA... E ESSA DO KAKA AIII...NAO ERA SO NOS 13 NAO HENN!!! AHUAHUHAUHUAHUAHUHUAHUA AMIGAAA... HAUHAUHAUAU TEM GENTE QUERENDO CONQUISTA VC HENN!!! HAUHUAHUHHAUHAUHAUHAAHU

Macjars disse...

Aos 13...
Engraçado que (no meu caso) mudaram os nomes e continuaram os sonhos...
De qualquer forma, não é a banalização do amor que me preocupa, mas sim, adiar isso em detrimento de carreira, diversão ou o que quer que seja.
Os amigos da sua irmã é que estão certos (ainda que eu acho que usem a palavra errada)!
Se você não pode amar alguém com falhas, nunca vai achar alguém pra ser amado por você.

Lucimar disse...

Amada sobrinha,
você é muita areia pra caminhãozinho de qualquer um!!!! Seu príncipe tá guardado. Tenha fé! Muita fé! muita mesmo! rsrsrs
Te amo. Vc é d+

Vinícius disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vinícius disse...

MEU... AGRADEÇO MUITO PODER TER CONVIVIDO COM A REBECCA E TER PASSADO UM POUCO DO MEU TALENTO... UAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUHAUHAUH até parece... essa pessoinha aki tem um dom q poucos conhecem, muitos desejam, mas poucos são capazes de possuir... apesar de longe a dois anos, sinto e vejo q ela continua a mesma... sonha como nos 13, mas vive o presente intensamente ao seu modo, e o melhor, sendo autentica e original... amo muto vc... e a nossa história ainda tem muitas páginas a serem escritas... bjão Becky, amo VC!